Home » Dúvidas » Angústia, Tristeza, Ansiedade: Cura e Tratamento

Angústia, Tristeza, Ansiedade: Cura e Tratamento

Os principais sintomas da angústia incluem ansiedade, tristeza, falta de ar, sensação de aperto no peito e palpitações. O tratamento para curar a angústia engloba a terapia e medicamentos calmantes, antidepressivos e antipsicóticos.

A angústia é uma sensação de inquietação permanente que pode estar aliada à depressão. A angústia gera uma preocupação constante e muitos pensamentos negativos. Uma pessoa angustiada pode sentir, permanentemente, um tipo de má premonição, como se algo de ruim estivesse para acontecer.

Outros sintomas da angústia são dor de cabeça constante, desânimo, abatimento mental, dificuldade em se concentrar, dores musculares, cansaço, perda de apetite ou fome exagerada, ataques de diarreia, insônia, suores frios à noite, tremores e calafrios.

Sintomas de Angústia Existencial Profunda

Os pacientes que estão experimentando um quadro de angústia profunda sentem um extremo vazio no peito e não conseguem mais fazer escolhas simples no dia a dia, sentindo-se confusos e incapacitados diante delas.

Há um constante questionamento da própria existência. O paciente angustiado se sente desamparado, arrependido de escolhas que fez ou deixou de fazer, questionando a si mesmo, sufocado.

As pessoas com angústia profunda ficam introvertidas de repente, perdem a capacidade de se comunicar, analisar o meio em que estão, interagir com ele e se relacionar naturalmente com as pessoas a sua volta, tal é o vazio que a angústia causa, que as deixam completamente paralisadas frente à vida real.

Angústia, Ansiedade e Depressão

A angústia e a ansiedade são dois sentimentos bastante parecidos, mas há pequenas diferenças entre eles.

Na ansiedade o paciente sofre por antecipação por criar situações em sua mente relacionadas a acontecimentos futuros que poderão ou não acontecer devido a um possível imprevisto, por exemplo.

Na angústia o paciente sente uma espécie de remorso por algo que aconteceu, ou mesmo uma agonia, uma inquietação sem motivo aparente, algo como uma má premonição de que algo ruim pode acontecer a qualquer momento, indefinidamente.

Angústia x Ansiedade – Sintomas Físicos

Os sintomas físicos mais ligados à angústia são a sensação de peso e aperto no peito, palpitações, taquicardia e falta de ar, enquanto a ansiedade costuma causar enjoos, agitação, estômago embrulhado, diarreia, suores frios e tremores.

Depressão

A depressão tem muita mais a ver com a tristeza e o abatimento físico constante, a ausência de expectativas sobre a vida, sobre si mesmo e sobre o futuro.

Nela podem haver sentimentos ligados à morte, à loucura e até mesmo ao suicídio. A depressão deixa o paciente prostrado, sem vontade de viver, com total desânimo e vontade mesmo para fazer as coisas mais simples, como escovar os dentes ou se alimentar.

O que Pode Causar a Angústia?

Presume-se que a angústia seja desencadeada pela ativação da ínsula, uma região localizada no córtex cerebral que está ligada à percepção das funções do coração, do diafragma e dos pulmões. É por isso mesmo que o paciente com angústia sempre sente o peito oprimido, taquicardia, palpitações e falta de ar.

A vivência de situações ligadas a sentimentos de culpa, frustração, arrependimento, insegurança ou ingratidão podem ser causas possíveis da angústia ter se instalado no paciente. Apesar disso, ela também pode surgir sem motivo aparente, sem uma causa pela qual se justifique o motivo da apreensão constante.

É preciso ressaltar que a angústia não deve ser confundida com o medo, a ansiedade ou a depressão. Ela é uma doença psicológica que pode ser tratada para minimizar os danos físicos e psicológicos.

Tratamento e Remédios para Angústia

Os pacientes com angústia podem responder bem ao tratamento com remédios benzodiazepínicos, cujos efeitos são sedativos e calmantes, como Alprazolam e Clonazepam.

Alguns medicamentos antipsicóticos e antidepressivos tricíclicos também podem ser prescritos pelo médico psiquiatra. A imipramina é o antidepressivo tricíclico mais eficaz e utilizado nesses casos.

O tratamento terapêutico com psicólogo ou psicanalista é indispensável, pois trabalha o emocional do paciente para que ele consiga contornar todos os pensamentos inquietantes que causam os sintomas físicos desagradáveis da angústia.


Mais Sobre esse Assunto: