Home » Doenças Gastrointestinais » Tipos de Diarreia e Sintomas – O que Pode Ser?

Tipos de Diarreia e Sintomas – O que Pode Ser?

A diarreia pode ser causada por intolerância alimentar, gastroenterite viral, infecção intestinal e é comum no início da gravidez. Diarreia escura, crônica, com sangue ou vômito são tipos de diarreia que merecem atenção e suas causas devem ser investigadas pelo médico, inclusive durante a gravidez.

Outras causas da diarreia incluem:

  • Intoxicação alimentar;
  • Ingestão excessiva de alimentos ricos em ferro;
  • Vermes;
  • Alguns remédios (antibióticos, laxantes, etc);
  • Síndrome do Intestino Irritável (quando quadros de constipação e diarreia são comuns) e outras doenças inflamatórios intestinais;
  • Doenças que fragilizam o sistema imunológico, como a AIDS, deixando-o mais suscetível a contrair infecções;
  • Alguns tipos de cânceres.

Sintomas de Diarreia

Os sintomas mais comuns da diarreia são fezes líquidas, dor de barriga, defecar várias vezes ao dia e cólicas abdominais. As fezes podem ser amareladas, esverdeadas ou escuras (pretas). A diarreia pode causar outros sintomas, como:




Tipos de Diarreia

Alguns tipos de diarreia merecem atenção especial e seus sintomas não devem ser passados despercebidos.

Diarreia escura





A diarreia escura ou preta pode ser sinal de:

  • Presença de sangue nas fezes que pode ser causada por sangramentos intestinais, úlceras no estômago, varizes esofágicas ou, em casos mais raros, câncer no estômago ou intestino;
  • Ingestão excessiva de alimentos ou suplementos ricos em ferro e chumbo, como feijão, couve e beterraba.

Se a diarreia escura e líquida surge após a ingestão de alimentos ou suplementos ricos em ferro é recomendado diminuir o consumo desses alimentos ou consultar o médico sobre os efeitos colaterais do suplemento prescrito e se é necessário interromper o tratamento.

Se as fezes ficarem escurar por mais de 2 dias e se a diarreia preta persistir você deve consultar o médico (gastroenterologista, clínico geral) para investigar a causa do problema.

Diarreia amarela

A diarreia amarela pode indicar problemas no fígado, vesícula ou intestino delgado se ocorrer com frequência.

Em uma pessoa saudável é normal a ocorrência desse tipo de diarreia, no máximo, 2 vezes por ano. Se você apresenta esse tipo de diarreia frequentemente, procure um gastroenterologista.

Diarreia constante e crônica

A diarreia crônica e constante que dura mais até que 2 semanas pode ser causada por doenças, como:

  • Intolerância ao glúten (doença celíaca) e intolerância à lactose;
  • Síndrome do intestino irritável;
  • Infecção por bactérias, vírus ou parasitas (diarreia infecciosa);
  • Úlcera gastrintestinal (ferida no estômago ou intestino);
  • Doença de Crohn, retocolite ulcerativa e colite microscópica (tipos de doenças inflamatórias intestinais);
  • Retirada da vesícula biliar através de cirurgia;
  • Câncer;
  • Aids.

A diarreia constante e crônica deve ser investigada pelo médico gastroenterologista.

Diarreia com Sangue

A diarreia com sangue é marcada por fezes pretas ou escuras. O sangue presente nas fezes pode surgir devido às seguintes situações:

  • Sangramentos intestinais ou lesões no ânus;
  • Úlceras no estômago;
  • Varizes esofágicas;
  • Câncer no estômago ou intestino.

Um modo simples de identificar a presença de sangue nas fezes é jogar um pouco de água oxigenada no sanitário. Se ela espumar em presença das fezes escuras é um sinal positivo.

O médico deve gastroenterologista deve ser consultado.

Vômito e diarreia

Vômito e diarreia são causados, geralmente, por virose gastrointestinal (diarreia infecciosa) ou por intoxicação alimentar.

A virose gastrointestinal pode causar febre baixa, fezes líquidas, cólicas, mal-estar e azia. As gastroenterites virais costumam se curar sozinhas após 2 ou 3 dias, mas o paciente deve se manter bem hidratado durante esse período. Analgésicos e antitérmicos, como Dipirona e Paracetamol, podem ser utilizados para aliviar a dor, a febre e o mal-estar.

Os sintomas da intoxicação alimentar incluem:

  • Dores abdominais fortes;
  • Enjoos e febre;
  • Queda da pressão arterial;
  • Fraqueza;
  • Confusão mental;
  • Reações alérgicas, formigamento na face, nas mãos e nos pés.

Se for causada pela ingestão de alimentos contaminados por bactérias, a intoxicação alimentar é tratada com antibióticos, como Bactrim. O paciente deve se manter bem hidratado. Consultar o médico é fundamental para evitar que a situação se agrave.

Diarreia verde

A diarreia verde é causada, geralmente por infecção intestinal. As fezes podem ficar verde devido à:

  • Presença de bilirrubina nas fezes (substância formada pela destruição dos glóbulos vermelhos do sangue) causada por problemas no sangue, fígado e na bile;
  • Sangue nas fezes devido a problemas no estômago ou intestino;
  • Ingestão excessiva de alimentos e suplementos ricos em ferro.

A infecção intestinal bacteriana é tratada com antibióticos prescritos pelo médico. Em todos os casos de diarreia com fezes verdes o paciente deve se manter hidratado. Se a diarreia persistir por mais de 2 dias, procure o médico (clínico geral ou gastroenterologista).

Diarreia na gravidez

A diarreia na gravidez pode ser comum no primeiro trimestre devido à variação hormonal que acontece nesse período ou mesmo pelas vitaminas que são tomadas. No entanto é preciso ficar atenta, pois a diarreia pode causar desidratação e prejudicar o desenvolvimento do feto.

Durante a gravidez a mulher também pode desenvolver intolerância a certos alimentos ou mesmo contrair infecções que causam diarreia.

Durante um quadro de diarreia a gestante deve se manter hidratada e se a condição persistir o seu médico obstetra deverá ser consultado.

Diarreia em bebê

A diarreia em bebês é causada, geralmente, pelo rotavírus, que costumava atingir praticamente todas as crianças até os 5 anos de idade, quadro que diminuiu bastante após a vacina.

A ingestão de suplementos de ferro, intolerância à lactose presente no leite, infecções intestinais e intoxicação alimentar também podem ser os causadores da diarreia em bebês.

A mãe precisa ficar atenta se surgirem outros sintomas, como vômito, fraqueza e febre. O pediatra deve ser consultado.

Dor no estômago e diarreia

Dor no estômago e diarreia costumam surgir em quadros de infecção intestinal, intolerância alimentar e intoxicação alimentar.

Nesses casos também pode haver outros sintomas, como:

  • Febre;
  • Enjoos e vômitos;
  • Flatulência;
  • Fraqueza.

Se a diarreia e a dor no estômago durarem mais que 2 dias o médico deve ser consultado.

Febre e diarreia

Diarreia e febre são, geralmente, sintomas de infecção viral ou bacteriana no sistema gastrintestinal, como gastroenterite viral, infecção intestinal e intolerância alimentar.

Infecções virais costumam se curar sozinhas em alguns dias, mas o paciente deve se manter bastante hidratado e evitar a ingestão de alimentos ricos em gordura e açúcar para não agravar a diarreia.

Quando a diarreia é causada por infecções por bactérias ela é tratada com antibióticos prescritos pelo médico.

Remédios para Diarreia

O uso de remédios para cortar a diarreia não é indicado, pois se for causada por vírus ou bactérias é através da diarreia que esses micro-organismos nocivos são eliminados do organismo.

Os medicamentos que reconstituem a flora intestinal são indicados para todos os casos de diarreia, como:

  • Floratil;
  • Florax;
  • Simbioflora.

Remédios antiespasmódicos, como Buscopan, podem ser utilizados para conter as cólicas abdominais. Analgésicos e antitérmicos também podem ser consumidos para aliviar sintomas como mal-estar e febre, como Paracetamol.

Os antibióticos só são utilizados quando a diarreia é causada por infecção bacteriana diagnosticada pelo médico.