Home » Doenças Mais Comuns » Dor de Garganta e Garganta Inflamada: O que Tomar?

Dor de Garganta e Garganta Inflamada: O que Tomar?

dor de garganta com febre é sinal comum de garganta inflamada e infeccionada que pode causar dor persistente, dor no pescoço e de ouvido. Os sintomas da dor de garganta incluem dificuldade para engolir e falar, dor e aperto no local, sensação de garganta arranhando, pigarro e perda de apetite.

As causas mais comuns para a dor de garganta são a amigdalitefaringite e laringite, infecções que podem ser virais ou bacterianas.

Dor de Garganta Persistente

A dor de garganta persistente que dura mais de 4 dias pode ser causada por um resfriado ou gripe e ser tratada com anti-inflamatórios simples, como a Nimesulidaem conjunto com remédios antigripais, como Benegrip e Coristina D

A dor de garganta persistente também pode ser sinal de outras infecções, como a amigdalite, faringite ou laringite, principalmente se vier acompanhada de febre. Elas podem ser virais ou bacterianas.

Causas comuns para a dor de garganta persistente também incluem o fumo e o uso excessivo da voz (professores e palestrantes, por exemplo).



Outras causas mais raras para a dor de garganta persistente são os cânceres de cabeça e do pescoço que podem causar o surgimento de nódulos na região, feridas que não cicatrizam, dor de garganta que não passa, alterações na voz e rouquidão, dificuldades para falar e engolir.

Garganta Inflamada

Se a garganta inflamada é causada por uma infecção viral, seus sintomas costumam desaparecer após 2-3 dias. O paciente deve ingerir muito líquido e repousar e pode tomar anti-inflamatórios e analgésicos, como a Nimesulida, Ibuprofeno e Profenid para combater os sintomas associados, como as dores no corpo, dor de cabeça e febre.

Se os sintomas não desaparecerem e começarem a piorar mesmo com o uso dos medicamentos de venda livre, o caso pode ser considerado uma infecção bacteriana.

As amigdalites que são causadas por bactérias causam:

  • Pontos de pus encontrados nas amígdalas;
  • Crescimento dos linfonodos (gânglios) no pescoço.

A faringite bacteriana também pode causar edema na úvula com pontos hemorrágicos no palato (céu da boca).

No caso da febre por infecção bacteriana, ela tende a ser mais alta do que a viral, porém não é uma regra. O médico deve ser consultado para diagnosticar a infecção e prescrever o tratamento com antibióticos.




Dor de Garganta Persistente sem Febre

dor de garganta persistente sem febre pode indicar uma inflamação simples que pode ser resolvida se o paciente beber muito líquido e repousar ou mesmo tomar um anti-inflamatório. A faringite viral também pode ser uma causa. Nesse caso não há necessidade de tratamento com antibióticos, já que a infecção não é causada por bactérias.

As faringites virais são comuns e associadas aos resfriados, com sintomas menos intensos do que os da amigdalite e não costumam causar febre.

Dor de Garganta Persistente com Tosse

A dor de garganta com tosse pode ser causada por gripe, amigdalite, faringite ou laringite, que podem deixar a garganta inflamada, com ou sem secreção.

Os quadros infecciosos causados por bactérias costumam vir acompanhados de febre alta e persistente que tende a piorar e tosse com secreção amarelada e em grande volume.

As infecções causadas por vírus também podem causar febre alta, mas que costuma cessar em 2-3 dias com o uso de antitérmicos. A tosse, nesse caso, vem com menor quantidade de secreção, que pode ser transparente ou mais esbranquiçada.

Dor na Garganta com Dor no Pescoço

Se a dor de garganta é sentida na frente do pescoço ela pode indicar não só inflamação, mas também problemas na glândula tireoide que se localiza nessa região, como o hipertireoidismo, o hipotireoidismo, o bócio (aumento crônico da glândula causado pela falta de absorção de iodo) ou mesmo câncer de tireoide.

Quando a dor de garganta vem acompanhada de rigidez muscular no pescoço e dificuldade de engolir, por exemplo, esses são sintomas comuns provocados pela infecção e inflamação de garganta: amigdalite, faringite ou laringite.

Dor de Garganta e Ouvido

Quando a dor de garganta vem acompanhada de dor de ouvido pode ser sinal de uma inflamação do ouvido médio (otiteou outras inflamações da garganta, como a faringite.

Como há uma conexão entre o ouvido, boca e garganta, é normal haver dores no ouvido quando há uma infecção na garganta ou vice-versa.

Nesse caso é preciso consultar um otorrinolaringologista para uma avaliação e inclusão de remédios anti-inflamatórios (Diclofenaco, por exemplo), ou mesmo antibióticos, se houver infecção bacteriana.

Dor de Garganta em Bebê e Crianças

Em crianças e bebês a dor de garganta chega geralmente quando há mudança de tempo constante e o tempo esfria de repente. Pode ser sinal de gripe ou mesmo amigdalite, faringite ou laringite.

Nem todos os casos precisam ser tratados com antibióticos, já que essas infecções são causadas, em sua maioria, por vírus.

Mas em crianças menores de três anos as infecções de garganta causadas por bactérias são comuns e geram sintomas que pioram com o tempo e não desaparecem apenas com o uso de anti-inflamatórios, analgésicos e antitérmicos, como:

  • Dor de garganta forte;
  • Dor ao engolir, o que acaba causando falta de apetite;
  • Febre alta, acima de 39°;
  • Alterações na voz;
  • Moleza no corpo;
  • Secreção na garganta.

As infecções virais possuem sintomas mais brandos. A febre pode ser alta, mas tende a desaparecer com 2-3 dias, assim como os outros sintomas.

O tratamento para dor de garganta em crianças deve ser prescrito pelo médico. Analgésicos com propriedades antitérmicas podem ser oferecidos para aliviarem a febre e a dor no corpo, como Alivium e Novalgina.

Dor de Garganta – Faringite

A faringite é a inflamação da faringe e causa coceira, dor e irritação na parte superior da garganta, onde ocorre a conexão da boca e nariz com a laringe e o esôfago. Outros sintomas são:

  • Dificuldade para falar e engolir;
  • Garganta seca;
  • Rouquidão;
  • Dores na face;
  • Dor de ouvido;
  • Dor de cabeça;
  • Febre;
  • Nódulos no pescoço;
  • Dor e rouquidão persistente (por mais de 2 semanas).

A faringite se propaga em ambientes fechados com muitas pessoas, principalmente no inverno e no ar seco e pode ser viral ou bacteriana. Outras causas são:

  • Inalação da fumaça do cigarro;
  • Alergia à poeira;
  • Baixa imunidade;
  • Infecções respiratórias crônicas.

O tratamento da faringite varia de acordo com o seu tipo: se for viral, seus sintomas podem ser tratados com analgésicos e antitérmicos. Caso seja bacteriana, antibióticos são utilizados.

A infecção geralmente desaparece dentro de 5 a 7 dias após o início do tratamento.



Dor de Garganta – Amigdalite

A amigdalite é a inflamação das amígdalas, gânglios localizados atrás da boca, no início da garganta. É causada, geralmente, por vírus, mas também pode ser bacteriana, gerando sintomas mais intensos, que incluem, dentre outros já citados:

  • Amígdalas vermelhas e inchadas, com manchas brancas ou amareladas;
  • Nódulos no pescoço;
  • Mau hálito;
  • Pescoço rígido;
  • Dor de garganta;
  • Febre;
  • Rouquidão;
  • Dificuldade para falar e engolir.

O tratamento da amigdalite pode ser feito com analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos (nas infecções bacterianas).

Mais Causas da Dor de Garganta

A dor de garganta aparece, geralmente, no inverno. É quando as infecções respiratórias se propagam mais facilmente e acabam afetando também essa parte do corpo.

Apesar disso, o incômodo na garganta também pode surgir em qualquer outra época e ser causado por outros motivos e doenças, tais como:

  • Ingerir alimentos e bebidas gelados;
  • Respirar constantemente pela boca (ressecando a garganta);
  • Sistema imunológico fraco;
  • Beijar muitas pessoas diferentes, pois através do beijo propagam-se mais de 250 bactérias e vírus diferentes que causam a mononucleose (doença do beijo);
  • Refluxo gástrico;
  • Tumores da laringe ou orofaringe (muito raro).

Confira os Melhores Remédios para Dor de Garganta:

+30 Remédios para Dor de Garganta e Inflamação


Mais Sobre esse Assunto: