» » Garganta Seca – O que Pode Ser? O que Fazer?

Garganta Seca – O que Pode Ser? O que Fazer?

Garganta seca pode ser sintoma de inflamação, alergias e tabagismo, além da falta de hidratação adequada. Outras causas comuns para garganta seca, irritada, ardendo e com coceira incluem:

  • Respirar e dormir com a boca aberta;
  • Viver em um lugar onde o ar é seco ou muito poluído;
  • Episódios de vômitos ou crises de tosse;
  • Uso regular de remédios para alergias (anti-histamínicos);
  • Usar muito a voz.

Quem fuma, além de sofrer com garganta seca, coceira e tosse persistente, pode apresentar perda do paladar e sofrer de doenças nos pulmões.

Algumas doenças que causam garganta seca são a faringite bacteriana e a mononucleose infecciosa. Nesses casos, a secura na garganta vem acompanhada de outros sintomas, como febre e pus na garganta, por exemplo. Em casos mais raros, a garganta seca pode ser sintoma de câncer na própria garganta ou no esôfago, como o cancro.

Outra causa rara inclui a Síndrome de Sjögren, que é autoimune e causa a destruição das glândulas que produzem a saliva e as lágrimas.

Por outro lado, é comum e totalmente normal que a garganta fique mais seca durante o inverno, pois nesse período o ar fica menos úmido e a tendência das pessoas é beber menos líquidos. É claro que o médico deve ser consultado se a garganta seca é persistente e sem causa aparente.

Leia também:

Como aliviar a garganta seca, coceira, garganta irritada e tosse? Remédio para garganta seca

As causas da garganta seca geralmente são benignas e muito comuns. É por isso que aliviar a coceira na garganta, a garganta irritada e a tosse seca também é simples e pode ser feita com remédios caseiros! Você pode:

  • Beber mais líquido para manter a garganta hidratada;
  • Tomar uma colher de mel de abelha sempre que sentir a garganta coçar. Se preferir, adicione uma pitada de cúrcuma;
  • Fazer gargarejos com água morna e sal (utilize uma colher de chá de sal para uma xícara de água morna) 3 vezes ao dia;
  • Tomar chá de folhas de limão com mel: basta ferver 3 folhas de limão em um copo de água por 10 minutos, coar, adicionar 1 colher de mel e beber quando estiver morno;
  • Beber, ao longo dia, 1 copo de água com 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio dissolvida;
  • Umidificar o ar de sua casa com toalhas molhadas, umidificadores ou bacias de água quente. Você também pode aspirar o vapor de água quente durante 15 minutos, 3 vezes ao dia;
  • Comer um pedaço de chocolate meio amargo. Ele que contém antioxidantes que irão ajudar na recuperação da garganta.

O que pode ser garganta seca e tosse?

Garganta seca e tosse são sintomas comuns de alergias, resfriados e inflamações. A tosse é um reflexo do organismo para eliminar micro-organismos nocivos e por isso é comum que ela esteja presente nesses casos.

O que pode ser coceira na garganta e tosse seca à noite?

Se você sofre com coceira na garganta e tosse seca à noite, ou mesmo se sua garganta fica arranhando, esses sintomas podem estar associados às seguintes situações:

  • Alguma alergia, que pode ser à poeira ou sujeira do ventilador ou do ar condicionado ou mesmo a remédios que você esteja tomando nesse horário;
  • Se o ar do local onde você mora costuma ficar mais seco à noite e você não se hidrata adequadamente;
  • Se você está com alguma inflamação na garganta, seus sintomas podem piorar à noite e por isso ficam mais intensos.

Se você acorda com coceira na garganta e tosse seca, provavelmente você dorme com a boca aberta ou mesmo ressona muito durante o sono.

O que pode ser a garganta seca e ardendo?

Garganta seca e ardendo são sinais que podem surgir em casos de inflamações, alergias, ingestão de alimentos picantes ou muito quentes ou mesmo depois de vomitar ou de uma crise de tosse.

O que pode ser garganta seca mesmo tomando água?

Garganta seca mesmo tomando água é um quadro clássico de xerostomia, a secura da boca causada pela diminuição da produção de saliva que pode acabar afetando a garganta. É prudente procurar um médico caso os sintomas persistam, pois o caso pode se tornar grave.

Atualizado em: 22/05/2018 na categoria: Doenças na Garganta