Home » Dúvidas » Mal-Estar: O que Causa? O que Fazer?

Mal-Estar: O que Causa? O que Fazer?

O mal-estar pode surgir no estômago ou em todo o corpo e vir acompanhado de dor de cabeça, enjoo e outros sintomas. O mal-estar pode ter várias causas como a gravidezgastrite, intoxicação alimentar, labirintite, hipoglicemia, ansiedade e problemas cardíacos.

Pode ser causado ainda por pressão baixa ou alta, problemas digestivos, síndrome do pânico, dor de cabeça, gripes e outras viroses.

Mal-estar no Estômago

É caracterizado pela dispepsia (indigestão), que é o desconforto após alimentar-se. Além da indigestão, o mal-estar pode surgir como consequência da azia.

Outros sintomas que acompanham a indigestão são:

  • Dor estomacal;
  • Sensação de queimação;
  • Refluxos constantes;
  • Inchaço no abdômen;
  • Enjoos;
  • Arrotos.

Como Evitar o Mal-estar no Estômago




  • Evite alimentos gordurosos, fritos ou muito temperados;
  • Não coma muito de vez, é preferível fazer 6 refeições por dia, comendo em pequenas porções para facilitar a digestão e evitar o inchaço;
  • Não fique sem comer por mais de 3 horas;
  • Não abuse de bebidas alcoólicas e de cigarros;
  • Evite o estresse;
  • Prefira sempre alimentos saudáveis e sem conservantes.

Mal-estar e Dor no Corpo

Geralmente, o mal-estar e as dores corporais são causadas por viroses (doenças causadas por vírus) como gripes e resfriados, além de outras mais específicas, como a dengue. Geralmente, os sintomas de viroses incluem também:

Nesses casos, o mais indicado é tomar algum medicamento analgésico e antipirético para conter a febre e a dor, como Ibuprofeno ou Dipirona.

Mal-estar na Gravidez

O mal-estar na gravidez é provocado principalmente pelos enjoos do primeiro trimestre, comuns para a maioria das gestantes, além da azia.

hipotensão (pressão baixa), hipoglicemia (queda das taxas de açúcar no sangue) e hipertensão (pressão alta) também podem causar mal-estar e é importante saber identificar cada caso.

A pressão baixa costuma causar suores frios, fraqueza, visão turva e sensação de desmaio, assim como a hipoglicemia, que acontece especialmente quando a gestante fica muito tempo sem se alimentar.

A pressão alta é perigosa na gravidez, pois pode ser sinal de pré-eclâmpsia ou eclâmpsia. Fique atenta a sinais como dores no peito e dores de cabeça constantes. O mal-estar prolongado deve ser reportado ao médico.

Como Evitar o Mal-estar na Gravidez

O mal-estar causado por enjoos e pela azia pode ser tratado com medicamentos como Leite de Magnésia e Plasil, além de algumas medidas simples, como chupar balas de limão ou gengibre.

Para evitar a hipoglicemia é importante que a gestante não fique por mais de 3 horas sem se alimentar e ingira muitas frutas, verduras e legumes.

É importante controlar a ingestão de sal para prevenir a ocorrência de pressão alta.

Mal-estar e Fraqueza

Fraqueza acompanhada de mal-estar podem surgir em casos de anemia, ansiedadesinais de gravidez e em crises de pressão baixa.

Mal-estar e Dor de Cabeça

Mal-estar e dor de cabeça podem ser sinal de enxaqueca, que pode apresentar aura (sintomas visuais e neurológicos, como pontos de luz na visão e adormecimento de uma parte do corpo) ou não.

Alternativamente, o mal-estar geral e a dor de cabeça também são sintomas de estresse e ressaca alimentar (causada pela ingestão de alimentos muito pesados que dificultam a digestão e afetam o fígado).

Quando o mal-estar vem com dor de cabeça e com sintomas como febre, calafrios, enjoos, dificuldade de movimentar o pescoço ou vômitos, pode ser sinal de doenças infecciosas, como viroses, gripe, meningite e dengue. Nesse caso, procure imediatamente um médico.

Mal-estar e Enjoo

Enjoos frequentes associados ao mal-estar podem indicar diversas condições: gravidez, labirintite, vertigens, infecção intestinal, infecções por vermes e intoxicação alimentar.

Se houver atraso menstrual, há possibilidade de gravidez se a mulher transou sem camisinha nos últimos tempos. Apesar de ser exceção, também é possível engravidar tomando anticoncepcional.

Em caso de labirinte, o zumbido no ouvido também poderá estar presente, assim como tontura, sensação de desequilíbrio e quedas.

Doenças que envolvem o aparelho gastrintestinal costumam causar, também, diarreia, cólicas, dores abdominais e vômito.

Infecções por vermes costumam não causar sintomas, mas podem surgir perda ou ganho de peso e maior ou menor apetite.

Mal-estar e Vômito





Mal-estar e vômito podem estar presentes nos sintomas iniciais da gravidez, doenças virais e bacterianas, como a meningite e intoxicação alimentar. hipertensão também pode causar mal-estar e vômito.

Mal-estar Causado pelo Calor

É causado pela hipertermia, que é o aumento da temperatura corporal devido ao ambiente. Há, também, chances de a pressão aumentar e abaixar em situações de muito calor, promovendo o mal-estar.

Dentre o mal-estar, outros sintomas da hipertermia são:

  • Suor intenso;
  • Vômitos;
  • Respiração intensa;
  • Câimbras;
  • Aumento da frequência cardíaca.

Mal-estar e Palidez

Mal-estar e palidez são sintomas de anemia, especialmente quando acompanhados por:

  • Fraqueza;
  • Dificuldade em ganhar peso ou emagrecimento incomum;
  • Dificuldade para respirar;
  • Dor de cabeça;
  • Tontura;
  • Fadiga.

Mal-estar e Suor Frio (Sudorese)

Mal-estar e suor frio são alguns dos sintomas de crises de pressão alta ou baixa e hipoglicemia. Esses sintomas podem vir acompanhados de visão turva, palpitações ou pulso mais lento e desmaio.

Mal-estar e Dificuldade de Respirar





Quando o mal-estar é acompanhado de dificuldade para respirar, isso pode ser sinal de excesso de gases no organismo, especialmente se há inchaço abdominal e dores em forma de pontadas no peito e nas costas.

Além disso, é comum a ansiedade e o estresse causarem dificuldade para respirar, assim como as crises de pressão alta. Nesse último caso, outros sintomas podem surgir, como náuseas e vômitos, suor frio, visão turva e sensação de desmaio.

O mal-estar e a dificuldade de respirar também podem indicar a existência de problemas cardíacos, que podem causar mais sintomas, como:

  • Sensação de aperto, peso e queimação no peito;
  • Dificuldades para dormir;
  • Dor de cabeça;
  • Ansiedade e nervoso;
  • Dor no centro das costas;
  • Dor no peito que irradia para os braços, ombro, mandíbula, pescoço e orelhas;
  • Dor acima do umbigo.

Procure um médico cardiologista imediatamente se estiver sentindo sintomas como esses. A prevenção é o melhor remédio contra o infarto.

Mal-estar no Pós-parto

Sentir algum mal-estar no pós-parto é completamente normal, assim como um pequeno sangramento vaginal que pode durar até 30 dias.

O caso requer mais atenção se for acompanhado por mais sintomas preocupantes, como grande perda de sangue pela vagina, dor de cabeça muito forte e constante, dores no peito e na batata da perna, febre muito alta, secreções vaginais com odores fortes e outros.

O mal-estar no pós-parto também pode ser causado por uma infecção no útero ou vagina. Os sintomas de infecção pós-parto são:

  • Dor abaixo do ventre;
  • Mamilos avermelhados;
  • Esforço ao urinar;
  • Dor local;
  • Vermelhidão localizada.

Mal-estar no Pós-treino

Ao fazer exercícios físicos o corpo acaba gastando energia. Se o organismo não estiver bem suprido dessa energia (que se consegue através dos alimentos), o mal-estar pode surgir causado pela hipoglicemia ou pressão baixa.

A desidratação também é um dos principais motivos do mal-estar no pós-treino, pois há maior eliminação de líquidos durante a prática de atividades físicas através do suor.


Mais Sobre esse Assunto: