Home » Indisposição » Desmaio – Causas, Sintomas e Primeiros Socorros

Desmaio – Causas, Sintomas e Primeiros Socorros

A sensação de desmaio e desfalecimento causa fraqueza, tontura, suor frio, falta de ar e visão escurecida. O desmaio ou síncope pode ser causado pela pressão baixa, hipoglicemia, AVC e vir seguido de vômito. Outros sintomas podem surgir, como:

  • Respiração lenta;
  • Coração acelerado;
  • Pulso fraco;
  • Enjoo e ânsia de vômito.

O que é o desmaio?

O desmaio ou síncope, seu termo técnico, consiste na perda da consciência e da sustentação corporal que acontece de repente, com rápida recuperação dos sentidos.

CID Desmaio: CID 10 – R55: Síncope e colapso.

Quanto tempo dura um desmaio?

Um desmaio costuma durar pouco tempo, apenas alguns segundos até a pessoa recobrar a consciência quando a sua causa é simples, como um quadro leve de hipoglicemia (queda das taxas de açúcar no sangue).

Mas se o quadro da pessoa já é grave e ela já está fraca há bastante tempo, o desmaio pode levar a um coma e até à morte.

Causas do desmaio – Quais são?




As causas do desmaio incluem:

  • Hipotensão postural: queda da pressão quando a pessoa se levantar rápido demais quando está deitado ou sentado;
  • Síncope vasovagal: queda repentina da frequência dos batimentos cardíacos e da pressão arterial que causa desmaios;
  • Fazer atividades físicas sob altas temperaturas, ficar em pé por muito tempo e desidratação;
  • Traumas físicos e emocionais, medo ou pavor de alguma coisa;
  • Abusar do álcool e das drogas;
  • Estresse em excesso e dor intensa;
  • Hiperventilação (quando a pessoa respira rápido demais sem puxar o ar o suficiente para fornecer o oxigênio para os pulmões);
  • Desequilíbrios hormonais;
  • Medicamentos que reduzem a pressão arterial, como os anti-hipertensivos, calmantes e sedativos;
  • Convulsões;
  • Tumores cerebrais (raramente).

Pressão baixa causar desmaio?

Sim, a pressão baixa pode causar desmaio. Quando a pressão sanguínea fica mais baixa isso significa que o sangue está circulando com mais lentidão no organismo. Isso torna lenta a chegada do sangue ao cérebro e, consequentemente, o oxigênio fica reduzido.

Sem a oxigenação adequada, o cérebro então é forçado a diminuir drasticamente suas atividades e o corpo começa a sofrer todos os sintomas que antecedem o desmaio e então os sentidos são temporariamente “desligados”, causando a síncope.

Desmaio: Primeiros socorros – O que fazer?




Os primeiros socorros para o desmaio incluem os seguintes passos:

  • Vire a pessoa para cima e coloque ela com as costas no chão e a cabeça de lado para facilitar a respiração;
  • Eleve as pernas dela em uma altura de mais ou menos 30 cm e tire tudo que pode apertá-la, como cintos e roupas apertadas;
  • Se mesmo assim a pessoa permanecer desacordada e não recuperar a consciência depois de um minuto, ligue ou leve-a para uma emergência;
  • Se houver algum ferimento com sangue, pressione o local para tentar impedir o sangramento;
  • Se há sinais de hematomas ou fraturas, deixe a pessoa onde está e aguarde pela emergência;
  • Em nenhum caso jogue água fria no rosto, ofereça álcool ou sacuda a vítima desmaiada.

Se você começar a sentir fraqueza, suor frio e visão turva, você deve:

  • Se sentar e colocar a cabeça entre as pernas, apoiadas nos joelhos. Assim o fluxo sanguíneo chega mais rápido ao cérebro e isso pode evitar o desmaio;
  • Não se levante rápido demais.

Leia também:

Desmaio seguido de vômito

Quando a pessoa vomita após o desmaio isso geralmente acontece devido a crises de pressão alta, desmaio por coma alcoólico, além de:

  • Convulsão;
  • Derrame;
  • Infarto;
  • AIT (ataque isquêmico transitório – quando o fluxo de sangue é interrompido temporariamente no cérebro gerando sintomas semelhantes aos do derrame);
  • Tumores no cérebro (mais raramente).

Desmaio na gravidez





A pressão baixa e a queda de açúcar no sangue são as causas mais comuns do desmaio na gravidez, assim como outras alterações no sistema de circulação do sangue e a aceleração dos batimentos cardíacos, já que há mais sangue circulando no corpo nesse período.

Mas o que fazer para evitar os desmaios na gravidez?

  • Não se levante muito rápido. Dê tempo ao corpo para ajustar o fluxo sanguíneo e o fornecimento de oxigênio da cabeça aos pés;
  • Beba bastante água e se alimente de 3 em 3h para evitar a queda de açúcar no sangue e a desidratação;
  • Evite lugares abafados ou banhos muito quentes, já que isso pode dilatar veias e artérias e diminuir a pressão sanguínea;
  • Não se deite de costas para que o útero não comprima artérias e veias.

Causas neurológicas do desmaio

O desmaio pode ter causas neurológicas graves, como epilepsia ou narcolepsia, caracterizada por ataques súbitos de sono. O AVC (derrame) também pode ser acompanhado por desmaios, assim como o rompimento de um aneurisma.

Atualizado em: 30/05/2018 na categoria: Indisposição